Notícia

14 de Julho, 2017

Santuário da Padroeira volta a reunir multidões em Paranaguá

Fiéis encontram consolo e graças no Santuário do Rocio

O Santuário da Padroeira do Paraná, Nossa Senhora do Rocio, em Paranaguá, litoral do estado, está se tornando um local religioso muito procurado pelos devotos do município, das cidades vizinhas e também da capital, Curitiba. Prova disso é o crescimento visível do número de fiéis que têm frequentado as missas e novenas lá realizadas.

Empossado recentemente como reitor do Santuário, o Padre Redentorista Joaquim Parron decidiu, com aprovação do conselho paroquial, promover algumas alterações nos horários das missas e novenas, para melhor acolher o grande público e resgatar a importância do Rocio no contexto religioso e social de Paranaguá e do Paraná.

Para o Padre Parron, as pessoas consideram o Santuário como um local de encontro de fé e esperança, de modo especial nas celebrações. "Aqui os católicos de todos os lugares e os devotos da Mãe do Rocio encontram paz, graças e o consolo de Deus”, afirma. Segundo ele, cabe à Igreja com seu grupo de religiosos, de voluntários e de funcionários o esforço de acolher cada vez melhor um maior número de fiéis. "Além das celebrações que já aconteciam, colocamos a novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, nas quartas-feiras às 17 horas, e retomamos os dois horários da Missa do Santíssimo Sacramento às quintas-feiras. A novena de Nossa Senhora do Rocio foi mantida às 15 horas nas sextas-feiras, por ser um horário diferenciado, aproveitando as belas tardes de Paranaguá para atrair idosos, estudantes, aposentados, trabalhadores com jornadas de serviço diferenciadas, bem como os pais e mães com crianças.”

Para o Irmão Jorge Tarachuque, Redentorista que também está a serviço no Santuário, a fé é uma dimensão indispensável na vida das pessoas. "Quando não se tem fé, a vida torna-se mais difícil, abrem-se as portas para a desilusão, a depressão e outros “nãos” desta vida. Quando acontece o contrário, as pessoas vão superando os desafios e dificuldades perto de Deus. A devoção a Nossa Senhora do Rocio faz parte da história e cultura do povo parnanguara e assim deve ser reforçada, para ser respeitada em todos os lugares do mundo”, afirmou Irmão Jorge.

A nova dinâmica que os redentoristas estão imprimindo no Santuário de Nossa Senhora do Rocio, além do aumento na participação da comunidade, está abrindo o diálogo com as autoridades locais na busca de melhorias para este importante centro religioso do Estado. “Estamos vendo inclusive as necessidades que estão surgindo para a excelência neste acolhimento ao povo do Senhor. Vamos trabalhar a melhoria das questões como o estacionamento de automóveis, as linhas de transporte público, a iluminação na praça da fé e o aumento da equipe de voluntários e trabalhadores do Santuário”, completa o reitor, Padre Parron.

Para início imediato dessas providências o reitor está lançando na rádio Difusora Mais FM a campanha “Carona solidária para a Mãe do Rocio”, incentivando as famílias, amigos e vizinhos para irem no mesmo veículo. Convida também os fiéis para se inscreverem como voluntários na acolhida, organização e divulgação das missas e novenas.

Horários

Segunda-feira: Missa das almas, às 19 h

Quarta-feira: Novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, às 17 h

Quinta-feira: Missas do Santíssimo, às 18 h e 20 h

Sexta-feira: Novena a Nossa Senhora do Rocio, às 15 h

Sábado: Missa, às 19 h

Domingo: Missa, às 8h30, 11h30 e 19 h (Missa das famílias)

Site www.santuariodorocio.com.br 

Fone: 41-3423-2020

Face: santuario.nsdorocio


Fiéis no Santuário