Notícias Nacionais

Com muitos desafios e superação, o Santuário do Rocio continuou atendendo centenas de pessoas durante 2021

18/01/2022

Com o ano de 2021 ainda sendo marcado pela pandemia de Covid-19, o mundo inteiro precisou se adaptar ao “novo normal”, realidade que, por enquanto, tem impedido a realização de eventos sem distanciamento social e sem a utilização de máscaras, por exemplo.

Mas, a verdade, é que 2021 foi um ano de muita superação para cada pessoa e, inclusive, para o Santuário do Rocio. Para fazer uma retrospectiva sobre os 12 meses anteriores e falar um pouco sobre a realidade do Santuário neste contexto, o Reitor padre Dirson Gonçalves concedeu uma entrevista para a Revista Mãe do Rocio (RMC).

Acompanhe abaixo:

RMC: Como foi o ano de 2021 para o Santuário do Rocio, levando em consideração o “novo normal”?

Padre Dirson: Se tem duas palavras que podem sintetizar o ano de 2021, são: desafios e superação. Foram grandes os desafios, os problemas, as restrições impostas pela pandemia, a drástica diminuição dos recursos financeiros para a manutenção de toda a estrutura do Santuário. Por outro lado, com muito esforço, dedicação e zelo, conseguimos superar todos os entraves com serenidade e paciência. Não foi fácil, mas foi possível, com a graça e as luzes de Deus. Diversas vezes me coloquei diante da imagem de Nossa Senhora e diante do Santíssimo para pedir socorro, inspiração e ajuda. Deus sempre foi fiel. Com a chegada da vacina, as coisas foram ganhando aspectos de mais confiança. A realização da Festa da Padroeira, a parte espiritual, serviu como alento e trouxe muita esperança e alegria. Graças a Deus vencemos mais um ano de lutas.

RMC: Quais foram os projetos realizados pelo Santuário em 2021?

Padre Dirson: Em 2021 conseguimos manter o atendimento de quase 200 famílias todos os meses com alimentos; também criamos e fomos fiéis ao "Dia do Rocio", que acontece no dia 15 de cada mês, quando damos um destaque para lembrar o dia de Nossa Senhora. Além disso, mesmo com todos os cuidados e obedecendo as orientações das autoridades de saúde, retomamos os atendimentos psicológicos e as orientações jurídicas gratuitas para a população carente; nossos encontros de catequese para os adolescentes, jovens e adultos continuaram mesmo de forma online, possibilitando que no final do ano realizássemos a celebração de Primeira Comunhão e Crisma. Também conseguimos atender aos pedidos de batismo e conseguimos manter a preparação dos pais e padrinhos para esse sacramento.

RMC: Quais são os ministérios existentes no Santuário do Rocio atualmente?

Padre Dirson: O Santuário do Rocio conta, atualmente, com mais de 300 voluntários em todas as pastorais, movimentos e serviços existentes. Cada pessoa que se decide a servir aqui, dentro de seu carisma e de seus dons, é acolhida e orientada para servir de forma concreta, zelosa e responsável. Graças a Deus temos equipes muito criativas, dedicadas e capacitadas em todos os setores.

RMC: Em 2021 foi dado início às visitas peregrinas da Mãe do Rocio ao interior do Estado. Para este ano, elas devem continuar?

Padre Dirson: Em 2021, principalmente no segundo semestre, conseguimos percorrer várias cidades do Estado, levando a imagem peregrina. Foram momentos emocionantes e marcantes. Em 2022, pretendemos continuar com essa dinâmica de levar a imagem de Nossa Senhora para visitar os filhos e filhas espalhados por tantos lugares. Essas visitas são sempre muito emocionantes. A gente percebe o carinho do povo de Deus com Nossa Senhora do Rocio.

RMC: Como foi o planejamento e preparação para a Festa do Rocio de 2021, tendo em vista a pandemia?

Padre Dirson: A Festa da Padroeira superou todas as expectativas, do ponto de vista espiritual. Foram 98 celebrações durante 9 dias, que proporcionaram a todos momentos emocionantes. A imagem visitou mais de 300 localidades em nossa cidade. Foram feitos dezenas de atendimentos, orientações, bênçãos, procissões, etc. A pandemia atrapalhou sim, pois não foi possível realizar a parte social, que ajuda financeiramente o Santuário. Mas acredito que o mais importante aconteceu: as pessoas vieram, rezaram e saíram muito mais fortalecidas da festa.

RMC: E para este ano de 2022, qual é a expectativa para a realização da Festa da Padroeira?

Padre Dirson: Acredito que a festa de 2022 será bem mais completa do que estas duas últimas edições (2020 e 2021). Acredito que já estaremos fora da pandemia e poderemos realizar uma programação ainda mais extensa e participativa.

RMC: Existem novos projetos para o Santuário do Rocio neste ano?

Padre Dirson: Em 2022, pretendemos continuar os trabalhos já em andamento, mas desejamos, de modo principal, retomar as romarias. Em todos os meses de março a outubro, teremos dois domingos de romaria (primeiro e terceiro) para colher os peregrinos que vêm visitar a Padroeira e reforçar aqui a sua Fé, Esperança e Amor.

RMC: Qual sua mensagem de ano novo para os fiéis e devotos da Mãe do Rocio?

Padre Dirson: Aproveito essa oportunidade para agradecer todas as formas de apoio. Sozinho ninguém consegue fazer nada. Agradeço aos colaboradores, aos voluntários das pastorais, movimentos e serviços, aos apoiadores das mais diversas formas. É graças a todos e a cada um, que conseguimos manter esse Santuário vivo, aberto, acolhedor e dinâmico. Deus abençoe a todos e que tenhamos, de fato, um Feliz Ano Novo. Que o Menino Jesus nos traga muita esperança, alegria e fé.