NOTÍCIAS

Notícias Nacionais

Pela primeira vez na história, Festa da Padroeira do Paraná tem procissão noturna

17/11/2019
De acordo com a administração da festa, mais de 60 mil pessoas participaram deste segundo dia de caminhada pelas ruas de Paranaguá, sendo assim a maior procissão de retorno da história da Festa da Padroeira do Paraná.

Uma noite histórica para a igreja católica paranaense e repleta de emoção. Ineditamente, a procissão de retorno ao Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio aconteceu no período da noite. Além disso, os devotos também iluminaram todo o percurso com milhares de velas. De acordo com a organização do evento, mais de 60 mil pessoas participaram deste segundo dia de caminhada pelas ruas de Paranaguá, sendo assim a maior procissão de retorno da história da Festa da Padroeira do Paraná.


Mais de 2 mil castiçais foram produzidos por voluntárias do Santuário Estadual, todos feitos por meio de doações de garrafas pet. A administração da igreja também teve a iniciativa de distribuir gratuitamente mais de mil velas aos fiéis. “Esta foi uma noite histórica e nós decidimos distribuir as velas para os devotos para deixar a nossa procissão ainda mais linda”, disse o reitor, Missionário Pe. Dirson Gonçalves.

Mais uma vez, empresas e residências receberam a passagem da imagem com diversas homenagens. O clima fresco também ajudou a atrair mais pessoas ao longo do percurso. Os devotos aprovaram a ideia de fazer a procissão no período noturno. “Gostei deste horário mais tarde, porque venho com minha esposa e duas crianças, então o clima mais fresco torna a caminhada mais agradável”, explicou o técnico de informática, Marcelo Costa que há anos participa das caminhadas.

Outra devota que participou das duas procissões deste ano foi a aposentada Ione Ceci Damasceno, para ela a edição da festa deste ano foi diferente de todas as outras já realizadas. “Gostei muito por ser uma experiência diferente, sempre quis participar de uma procissão luminosa e claro que tem que ser a noite para sentir todo este encanto”.

Na chegada ao Santuário Estadual, a Mãe do Rocio foi recebida com muitos aplausos e levada até o seu nicho pelo reitor, que na oportunidade agradeceu a presença maciça dos devotos em todos os dias de novenas e nas procissões dos últimos dias. “Me convenci que as procissões de Nossa Senhora do Rocio estão entre as maiores manifestações de fé no Brasil, não tenho mais dúvida disso. Muito obrigado a todos que saíram de suas casas para estes lindos dias. A presença dos devotos fez toda a diferença”.

Para o bispo da Diocese de Paranaguá Dom Edmar Peron, a edição da festa deste ano foi um sucesso. “Este dois momentos, dos quais eu participei, ontem e hoje, me marcaram muito. A organização foi leve, a participação de fé do povo foi bonita.Tenho certeza que isso é fruto da longa preparação das equipes aqui do santuário”.
O líder religioso da igreja católica parnanguara também ressaltou a importância do bairro do Rocio ser lembrado ao longo do ano. “Os últimos dias provaram que este lugar é, de fato, um espaço sagrado para os paranaenses devido a presença de tantas pessoas de diversas regiões do estado”.

Os dois últimos dias, 15 e 16, reuniram quase 200 mil pessoas na Festa da Padroeira do Paraná entre Missa Campal, procissão de ida para a Catedral Diocesana e procissão de retorno ao Santuário Estadual.