Notícias Nacionais

Semana Santa: A Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo

31/03/2022

A Semana Santa é uma das datas mais importantes e sagradas do calendário cristão. Durante este período, a Igreja Católica recorda a última semana de vida de Jesus e celebra os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo.

O Domingo de Ramos abre as celebrações da Semana Santa e relembra a entrada do Messias na cidade de Jerusalém, onde Ele foi aclamado pelo povo judeu que o acolheu agitando ramos e folhas de palmeiras e dizendo: “Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!"

Durante a semana, a Igreja recorda também a crucificação e morte de Jesus na Sexta-feira Santa. Já no Domingo de Páscoa é celebrada a ressurreição do Filho de Deus.

Para a Igreja o período é de reflexão e oração. O momento é marcado pelo silêncio dos cristãos que buscam se conectar com Deus para aprimoramento da fé e redenção dos pecados.

O Tríduo Pascal como renovação da vida em Cristo

O Tríduo Pascal tem início na Quinta-feira Santa e é finalizado na manhã do Domingo de Páscoa. Conforme a doutrina católica, os três dias que antecedem a ressurreição de Jesus são importantes para refletir sobre a morte no Calvário para a salvação humana e renovação da vida.

Quinta-feira Santa

A Santa Missa da Ceia do Senhor, que marca o início do Tríduo e o fim da quaresma, faz memória à última ceia de Cristo junto aos apóstolos que comemoravam a Páscoa Judaica.

Neste dia, Jesus instituiu a Eucaristia que é celebrada como memorial do Senhor pela igreja.

Tomando o pão, deu graças, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: "Isto é o meu corpo dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim". Da mesma forma, depois da ceia, tomou o cálice, dizendo: "Este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vocês." (Lucas 22:19-20).

O dia santo é marcado também pelo tradicional rito do “Lava pés”, onde Cristo, em um gesto de amor e humildade, se colocou a serviço para lavar os pés de seus discípulos em sinal de exemplo. “Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, também vós o façais”, disse Jesus. (João 15:15)

Depois da ceia, Jesus orou no Getsêmani e foi preso logo após ser traído e receber um beijo de Judas

Sexta-feira Santa

A Sexta-feira Santa marca a Paixão e morte de Jesus. Para os cristãos a data remete ao amor incondicional do Senhor que entregou a própria vida na cruz para a salvação de todos.

Toda a Liturgia Católica na Sexta-feira Santa está voltada a Cristo crucificado e, por isso, este é o único dia em que não ocorre a comunhão eucarística.

Sábado Santo

O Sábado Santo é voltado ao silêncio e à meditação. Neste dia não há celebrações e comunhão.

No início da noite ocorre a “Vigília Pascal”, considerada parte da liturgia da Páscoa da Ressurreição, onde os cristãos aguardam a ressurreição de Jesus.

Cinco elementos que compõem a liturgia da Vigília Pascal são: a bênção do fogo novo e do círio pascal, a proclamação da Páscoa, a liturgia da Palavra, renovação das promessas do Batismo e a liturgia eucarística.

A ressurreição de Cristo para a vida eterna

O Domingo de Páscoa é o centro da fé cristã. Jesus ressuscita e realiza a passagem da morte à vida, salvando a humanidade de todos os pecados e renascendo para vida eterna junto a Deus.

“Toda a alegria e o sentido de nossa fé estão na Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O Natal, que é a festa do nascimento de Jesus é muito importante, mas a Ressurreição nos mostra o quanto aquele Nascimento era divino e, de fato, iluminou toda a terra, para sempre. Jesus Ressuscitado nos enche de alegria e esperança. Como diz a canção, é porque ele vive que podemos crer no amanhã. Que essa Páscoa de 2022 seja um momento de fortalecermos nossa Fé, Esperança e Amor na vida, nas pessoas, em nós mesmos e em Deus. O mundo tem jeito, Jesus vive”, disse o Reitor do Santuário do Rocio, padre Dirson Gonçalves.

Confira a programação da Sexta-feira Santa no Santuário do Rocio